1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

FÁBULA DA CIGARRA E DA FORMIGA

popularfm_fabula da cigarra e da formigaCriada pelo lendário autor grego Esopo, a fábula da Cigarra e da Formiga, tal como a conhecemos hoje deve-se ao poeta e fabulista francês Jean de La Fontaine. Porém não se trata apenas de uma história em que os animais falam.

À semelhança de qualquer fábula, também esta tem um ensinamento moral por detrás da história divertida e leve. Aqui o trabalho prevalece sobre a preguiça e o desmazelo.

Violeta é uma menina que, tal como todas as crianças, tem uma imaginação muito fértil. E é ela que, através da sua voz doce e delicada nos convida a viajar para um lugar longe daqui, um lugar no meio da floresta, onde os animais falam e onde tudo é mágico.

Somos, então, transportados para o "Refúgio da Floresta", o lugar onde todos os insectos se encotram ao cair do dia para festejar Porém há outra razão para este lugar ser tão concorrido. A verdade é que todos querem ver a inconparável Cigarra, a estrela do "Refúgio da Floresta", que anima, com o seu violino, as noites quentes de Verão.

Mas uma noite, depois do seu espectáculo a Cigarra encontra um grupo de formigas que, estranhamente, trabalham sem parar, carregando alimentos de todos os cantos da floresta para o seu formigueiro. Por instantes a Cigarra pensa que, ao invés de cantar e dançar dias e dias a fio, talvez devesse armazenar alguns alimentos para os meses frios de inverno. E é neste momento que aparece a Aranha que com o seu veneno consegue ludibriar a Cigarra, convencendo-a de que "cantar dançar e folgar é a essência da vida/ bem alegre e divertida".

Entre canções, dança e muitas gargalhadas acompanhamos a vida louca da Cigarra, e percebemos, com a chegada do frio do Inverno, que as formigas tinham razão quando a aconselharam a a trabalhar. E agora o arrependimento não chega. Porém, e depois de assumir os seus erros e perceber que sem esforço e dedicação nada se faz, a Cigarra acaba a animar o grande baile de inverno das formigas, onde todos cantam e dançam à fartura e abundância, fruto do esforço e trabalho.

Esta adaptação d’A Cigarra e a Formiga é um espectáculo para todas as idades. É um espectáculo para toda a família e para todos os estabelecimentos de ensino. Ao tratar-se de uma fábula, é a melhor forma de ensinar aos mais jovens, de uma forma divertida, os verdadeiros valores morais.

É das fábulas mais originais da literatura infanto-juvenil e uma das mais belas e didácticas para crianças de todas as idades.

Com músicas originais, promete transportar as crianças para um mundo encantado, que só elas compreendem e sabem criar!

A Academia de Santo Amaro (A.S.A.) é uma das mais antigas e prestigiadas colectividades de cultura, recreio e desporto, da freguesia de Alcântara da cidade de Lisboa, fundada em 10/03/1946 já foi Agraciada com o grau do Cavaleiro da Ordem de Benemerência por Decreto de 2 de Julho de 1932 e com a Medalha de Mérito Municipal, no seu Grau Ouro, pela Câmara Municipal de Lisboa, em Março de 2007.

Por esta sala já passaram os maiores nomes do Teatro Português, e estamos certos de que muitos mais virão.

Esta sala toda remodelada nos últimos anos presenteia os espectadores com uma beleza só conhecida no antigo e extinto teatro Monumental, visto ter sido feito à sua semelhança.

SÁBADOS E FERIADOS 15H

DOMINGOS 11H

SESSÕES PARA ESCOLAS

Terça a Sexta-feira

às 11h e às 14h30

Academia de Santo Amaro, Lisboa

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

910518755/ 213636637

 

Eventos

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.