1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

NUNO NORTE: Aposta da Semana 12 a 18 de Setembro de 2016

Segunda, 12 Setembro 2016 13:31

Aposta da Semana

Nuno Norte


Aposta da Semana 12 a 18 de Setembro de 2016


NUNO NORTE onze anos após o primeiro trabalho discográfico em nome próprio, como prémio de ter vencido o concurso Ídolos da SIC em 2004, a que se seguiram três discos como voz principal do grupo “ Filarmónica Gil” com os músicos João Gil (Trovante/ Ala dos Namorados/ Rio Grande ) e Rui Costa ( Silente 4 ) e outras participações em trabalhos de outros artistas, edita em 2016 um novo trabalho discográfico  “ sabe a SAL”.

Este cd surge na sequência de um projeto com o ator/cantor José Carlos Pereira, e do qual resultaram 2 músicas “ Fica (um pouco mais) ” e “ Raio de Sol “ que fazem parte do alinhamento deste disco. Deixando-se influenciar pela batida reggae a que juntou umas pitadas de ska, um piscar de olhos á pop e algum tempero de rock, construiu músicas simples, onde se fala das delícias do verão e dos seus amores, dos relacionamentos conseguidos e que se pretende que perdurem no tempo.

Os temas são da autoria do Nuno Norte, com exceção do “ Dou-te um doce “ (L.P.Fonseca/N.Norte) e tiveram a produção do Nuno Norte, O tema “ Amando a Fingir “ foi gravado nos Boom Studios do Porto pelo João André e João Bessa, e os restantes temas foram gravados nos estúdios  VBM com captação de Ruy Fingers e de Luciano Barros, que também misturaram o tema “ Raio de Sol” .

Musicalmente participaram para além do autor na voz e guitarras, Carlos Massa no baixo, Nuno Rodrigues nas teclas, Flávio Neves na guitarra, Rui Reis na bateria, teve a colaboração no tema “Raio de Sol” de Valter Antunes no baixo, Paulo Norte na bateria, André Antunes nas guitarras, Vaskinho Faleiro nas precursões e, no tema “ Amando a fingir “ de João André Piedade no baixo, Pedro Martins na bateria e Cláudio Souto nas teclas, para além da colaboração do BERG nas guitarras acústicas nos temas “ Fica ( um pouco mais) “ e “ Vem ( amar )”. Teve ainda a participação da guitarrista Búlgara ALEXANDRA ZERNER (Guitarra Ibanez 7 cordas) no solo do  tema “ O Amor és tu “. Os  arranjos de metais nos temas “ O Amor és tu”, “ Sabe a Sal “ e “ Debaixo do Céu Azul”  são de  Samuel da Silva, gravados  nos estúdios MdB ( Aveiro ),  pelo próprio Samuel da Silva nos saxofones tenor e barítono  e Rui Pedro na trompete.

Estamos, portanto, perante um disco composto de músicas simples e despretensiosas que celebram o amor, a paixão e o sonho, um trabalho feito com dedicação e carinho pelo autor para pessoas “ comuns”.

 

FONTE: Fnac

BRUNA GUERREIRO: Aposta da Semana 05 a 11 de Setembro de 2016

Segunda, 05 Setembro 2016 10:09

Aposta da Semana

Bruna Guerreiro


Aposta da Semana 05 a 11 de Setembro de 2016

 

 

Bruna Guerreiro nasceu em Setúbal no dia 21 de janeiro de 2002, começando a cantar com apenas 5 anos. Desde então e até ao presente ano já venceu oito festivais infantojuvenis da canção por todo o país.
Em 2012 ganhou o prémio de melhor voz, melhor desempenho artístico e prémio da radio no Festival Internacional Crystal Star, realizado na Roménia, no qual participaram diversos países. Nesse ano, gravou a solo o seu primeiro CD, com a colaboração de Luís Jardim, que compôs a música que deu nome ao álbum: “Piano, Piano”. No mesmo ano viu-lhe ser atribuído o Prémio Jovem Talento, pelas mãos da Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Dr.ª Maria das Dores Meira.

Na sua primeira experiência no Fado, em 2013, foi a vencedora do escalão juvenil nos concursos nacionais “Lisboa e o Fado” e “Tens Amália Na Voz”, tendo sido acompanhada por alguns dos músicos de Amália Rodrigues. 
Já em 2014, Bruna Guerreiro participou no programa da RTP “The Voice Kids Portugal”, chegando à grande final. Fez parte da equipe de Daniela Mercury que afirmou em direto que Bruna Guerreiro era a criança (neste caso, entre cerca de 10.000…) que melhor cantava e que a sua voz era simplesmente maravilhosa. 
Em 2015 acompanhou a Tournée da Rainha do Axé em Portugal, realizando em dueto temas como: “Minas com Bahia”, “Rosa Sangue: Tema Rock/Eletrónico de uma Banda Portuguesa – Amor Electro”, “Canção do Mar” de Dulce Pontes e “Nobre Vagabundo” entre outros.

Fonte: Bruna Guerreiro

BELL MARQUES: Aposta da Semana 29 Agosto a 04 Setembro 2016

Quarta, 31 Agosto 2016 09:29

Aposta da Semana

 

Bell Marques

Aposta da Semana 29 de Agosto a 04 de Setembro de 2016

 

Washington “Bell” Marques da Silva é natural de Salvador, nascido no dia 5 de setembro de 1952, no nº 11 do Largo do Terreiro de Jesus, onde nasceu também Gregório de Matos, o “Boca do Inferno”. Já adolescente, se mudou com os pais, Diva e Waldemar, para o Largo do Tororó, nº 120. O interesse do cantor pela música começou quando, ainda adolescente, ouvia os irmãos Wilson e Wado, integrantes da banda Os Elétrons. Bell chegou a fazer parte do grupo em três shows, tocando teclados. Posteriormente, todos passaram a integrar a banda Scorpius, que já existia quando da entrada do cantor. A primeira atuação de Bell Marques em cima de um trio elétrico aconteceu em 1979, tocando no bloco Traz os Montes, no Trio Tapajós. No ano seguinte, a Scorpius passou por uma reformulação sonora, alcançando grande sucesso, antes de mudar seu nome para Chiclete com Banana. No final de 1981, foi lançado o primeiro CD da banda, batizado de Traz os Montes, assim como o bloco. Nos mais de 30 anos à frente do Chiclete com Banana, Bell esteve ligado a ideias revolucionárias. Foi responsável por fechar a lateral do trio com caixas de som, passando todos os músicos a tocarem na sua parte superior, ainda como Scorpius. Como Chiclete, participou da mudança da sonoridade do Carnaval, influenciando também mudanças no comportamento das pessoas na maior festa de rua do planeta, além de ter revolucionado a indústria fonográfica, com a gravação dos primeiros CD e DVD em cima de um trio elétrico, em 1997. Em setembro de 2013, Bell Marques chamou atenção do Brasil inteiro ao anunciar sua saída do Chiclete com Banana. O lançamento de sua carreira solo aconteceu no último dia de Carnaval, em 2014, à frente do Bloco Vumbora, no circuito Barra-Ondina. Com apresentações fechadas até Dezembro, o cantor tem surpreendido o público com sua nova banda e com o repertório eclético. Um dos destaques dos shows, além da clara satisfação do cantor, tem sido a nova banda, escolhida a dedo pelo próprio Bell. “Estou muito contente com a equipe que consegui reunir. Me sinto mais livre para ousar e, para isso, conto agora com um trio de metais, com um violoncelo e até violino”, conta. Ao lado dessa “big band”, como define, Bell garante não largar a guitarra e sua forma de tocar. “Minha forma de tocar a guitarra virou marca registrada. Jamais abandonaria. Além de minha paixão, é a minha força”, reforça o cantor, que mantém a levada de antigamente com esses novos elementos, que resultam em um som mais complexo e elaborado no palco.

 

FONTE: Site Oficial Bell Marques

MARTIM VICENTE: Aposta da Semana 22 a 28 de Agosto de 2016

Segunda, 22 Agosto 2016 10:52

Aposta da Semana

 

Martim Vicente

Aposta da Semana 22 a 28 de Agosto de 2016

 

Martim Vicente, nascido a 14 de Abril de 1989 é um músico e compositor português.
Desde muito pequeno que descobriu a sua paixão pela música e aos 8 anos de idade teve as suas primeiras aulas de música no ATL da Escola nº17 de Benfica, dadas pela Foco Musical. Onde acabou por colaborar com a Foco Musical na gravação da já célebre história musical 'Quinta da Amizade'.
Dos 10 aos 19 anos estudou na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa e na Academia Amadores de Música de Lisboa.
Em 2010 participou no famoso talent-show Ídolos, onde foi até à final, conquistando o 2º lugar.

Em Janeiro de 2016 lançou CAMINHO, o seu álbum de estreia. O primeiro álbum de Martim Vicente conta com a produção musical de Diogo Clemente, que pela primeira vez se aventura além do fado – já reconhecido como produtor de Mariza, Carminho e Raquel Tavares, e recentemente galardoado participante de um Grammy latino. Também o director musical do “Ídolos”, Nelson Canoa, assina a produção do disco. As composições são do próprio cantor, alinhando um conjunto de faixas totalmente cantadas em português. Conta com a participação especial de Ivan Lins e de um conjunto de músicos de eleição (como Marino de Freitas, Vicky Marques, Guilha Marinho ou Carolina Deslandes), que dão ao disco uma sonoridade singular. Do pop à world music e até fazendo lembrar os velhinhos tempos da Motown, o álbum é uma produção pensada ao pormenor, concentrada em servir as canções e as palavras do cantautor.

 

Fonte: Martim Vicente

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.