1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Alex: Artista do Mês de Junho 2011

Quarta, 01 Junho 2011 00:00

popularfm_artistadomes_alex

Francisco António Alexandre Rodrigues, que o grande público mais conhece por ALEX, nascido em Portimão, começou a sua actividade nos anos 60, tendo actuado pela primeira vez em terras de África, nomeadamente, Moçambique, Angola, África do Sul e Rodésia, actual Zimbabwe.

Regressado a Portugal, actuou no teatro ABC na revista “Vinho Novo”, levada a cena pelo saudoso empresário José Miguel.

Depois a grande aventura no estrangeiro… Brasil, Espanha, Suíça, Bélgica, Inglaterra, Luxemburgo, Holanda, Alemanha Federal, Japão e França, onde se radicou com a sua família.

À excepção do país do Extremo Oriente, Japão, onde ganhou o primeiro prémio do Festival Internacional de Sapporo em 1978, com a canção “Mitchió, Mitchió”, Alex teve sempre o mais caloroso acolhimento por parte de todos os nossos emigrantes radicados naqueles países da Europa e Brasil.

Hoje com mais de 40 LP´s em Portugal, ALEX, com uma nova imagem surge-nos com o tema “Adeus África, Adeus” (meu sonho feito pesadelo), Disco de Ouro com as canções “Michió, Mitchió” e “Parabiago” ambas vencedoras dos festivais de Sapporo (Japão) e de Cannes (França) em 1976, respectivamente, lançado em Portugal pela Rossil. Canta em Português, Inglês, Francês, Espanhol e Italiano.

Hoje faz-se acompanhar pela sua filha Sandra Cristina, a qual já gravou vários discos com o seu pai, e a canção mais importante a duo com Alex “Este Mundo é de Nós Dois”.

Alex é conhecido nacional e internacionalmente, como um grande artista, que canta com nostalgia e saudade, tão características das terras de África.

O Sofrimento, os enganos da vida e do amor, são temas retractados nos mais belos poemas que este artista canta e encanta, com toda a sua força espiritual.

Deixa-me ser,
o guia dos teus passos e andar contigo
Partilhar teus sonhos, na tua longa madrugada,
Deixa-me ser, teu amigo, um novo amor só para ti,
E vê em mim amor sincero, amor de irmão, não vejas mais nada…

Deixa-me ser, a razão da tua vida,
Descobre em mim, um amor diferente,
Quero ser para ti, teu brinquedo preferido,
E vê em mim, em estrela cadente.

Quero ser, o leme em tuas mãos,
Levar teu barco a porto salvo,
Ser teu porto de abrigo,
Ajudar-te a esquecer, essa saudade em ti,
Meu amigo vem.

Quero ser, o ombro em tua dor,
Esquece o passado, a tua infância,
Quero ser, a luz no teu caminho,
Ser também o amigo, tudo pra ti criança.

Alex.

Artista do Mês

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.