1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

LUIS FILIPE REIS: Artista do Mês de Setembro de 2013 na POPULARFM

Sexta, 30 Agosto 2013 17:18

popularfm_lfr_2013LUÍS FILIPE REIS

Artista do Mês de Setembro 2013 na POPULARFM

 

Luís Filipe Reis iniciou a sua carreira, como cantor profissional, em França, país que o acolheu há já duas décadas e lhe proporcionou a oportunidade de realizar o seu sonho: gravar um disco.

Consciente das suas capacidades, o jovem cantor, que até aí apenas conhecia os palcos de pequenas salas de Portugal, arrisca mostrar as suas canções e finalmente alguém acredita no seu talento, levando-o a gravar o seu primeiro disco “Olé do Cigano”, no Canadá, este valendo-lhe um disco de prata. A partir deste momento proliferam os contactos e convites no sentido de realizar espetáculos por toda a Europa, Estados Unidos, Canadá, África do Sul e ainda Austrália. As portas estavam abertas e o cantor vê reconhecido aquilo em que acreditava: a sua capacidade vocal e a vontade de atenuar as saudades a tantos emigrantes portugueses espalhados pelo mundo, levando-lhes a música cantada na língua de Camões.

Ao longo da sua carreira como profissional, o artista já conta com 20 álbuns entre eles “Obrigado Portugueses”, “Bate Coração”, “Três Meses de Amor”, “Corpo a Corpo”, “Telefone do Amor”, “Esquece o meu Nome”, “O que é Meu é Meu”, “Paixão e Sentimento”, “Clássico” “À Portuguesa” ,“Só pra Dançar” “Ultimo Pedido”, “Com o coração na Voz” e por ultimo “25 ANOS DE SUCESSO”. Destes cd’s resultam quatro discos de platina, sete de ouro, um de prata, diversos LP’s, singles, CD’s, vários videoclip’s que ilustram os seus temas de maior sucesso e por último também um DVD gravado ao vivo por ocasião do concerto levado a cabo no Coliseu de Lisboa em Fevereiro de 2005 e que atingiu o galardão de ouro.

Entre as diversas conquistas, destacam-se os convites para realizar dois concertos na ilustre sala de Paris, Olympia, nos anos 2000 e 2002. Um dos pontos altos da sua carreira artística tratou-se da nomeação para melhor canção nacional, do ano de 2002, nos Globos de Ouro da SIC. Foi de bom grado que acolheu essa nomeação considerando-a tratar-se de uma mais-valia e um reconhecimento para a música ligeira popular portuguesa. Comprovando a sua capacidade de trabalho e a procura incessante de novos desafios, Luís Filipe Reis revela-se um artista polifacetado: canta, compõe, escreve os seus temas, coordena, produz e nunca se afasta das suas metas.

Artista atento, rigoroso e de uma exigência implacável, considera que o seu público merece o melhor “Os meus fãs permitiram que eu realizasse o meu sonho e por esse motivo, nunca me esqueço do que ficou para trás. Atingi um nível deveras exigente e é minha obrigação contemplar o meu público com um trabalho sério e de qualidade!”. Definindo-se na música ligeira/popular, o disco “Luís Filipe Reis – Clássico” dá mostras da versatilidade como cantor, em que apresenta três vertentes: um estilo mais Clássico, Fado e Música Ligeira. Este álbum, de cariz intemporal, é algo que permanecerá como uma referência do Cantor. É um disco que, devido às suas características invulgares comparativamente com anteriores lançamentos do artista, conseguiu alcançar outra faixa de público, talvez menos voltado para a música ligeira/popular.

O seu trabalho discográfico “À Portuguesa”, encantou e fez sucesso com toda a alegria e vivacidade que transmitiu. Com temas fortes e cheios de ritmo, comprovou mais uma vez, a qualidade, bem ao estilo do cantor. “À PORTUGUESA” é um disco repleto de entusiasmo que nos transporta para ambientes latinos, composto de um estilo vivo, alegre e animado, características sempre presentes na música popular de Luís Filipe Reis. Passando pela fé, pela paixão e até pelo futebol, é um álbum cujas canções fazem as delícias dos seus fãs, animando as festas de verão e os espetáculos quer em Portugal, quer junto das comunidades portuguesas no estrangeiro. Relativamente a espetáculos de maior envergadura, realizou-se em Fevereiro de 2005 o concerto no Coliseu de Lisboa, com o intuito de contemplar novamente o público com o seu ritmo, voz e presença em palco, que se revelou uma vez mais na produção de grandiosos momentos e com sala cheia, seguindo-se em 2007 o Coliseu do Porto que culminou ao mesmo tempo com a saída do cd “SÓ PRA DANÇAR”, um cd que mais uma vez e como vem sendo hábito nos trouxe temas bem alegres e divertidos, bem ao jeito de LUIS FILIPE REIS e que pôs Portugal a dançar!

Em 2008 Luis Filipe Reis surge com o cd O ÚLTIMO PEDIDO” um trabalho que nos traz ritmos modernos e variadíssimos temas do nosso quotidiano. Os inúmeros temas de sucesso que tem escrito, surgem-lhe de uma forma espontânea: é nato, é algo que não se descreve. Através da sua música, exprime sentimentos de angústia ou felicidade, fala-nos de amor, do quotidiano, das coisas que nos rodeiam entrando nas nossas vidas de um modo simples mas encantador. Enfim, um “trovador de canções de amor e de amigo” dos tempos que correm! Quanto ao seu percurso o cantor refere: “Gosto de ver reconhecer o meu trabalho e para tal, exigência, rigor e empenho são o ponto fulcral do patamar que atingi. Neste momento é-me legítimo afirmar que possuo uma carreira estável e saudável. Ser cantor não passa meramente por ter a sorte de possuir um timbre de voz agradável, antes de mais é necessário a existência de um trabalho de bastidores, que o público não vê mas torna possível o sucesso do artista. Refiro-me à produção de ideias e imagem, acompanhamento e organização de espetáculos, no marketing, na promoção, na procura e aposta em novos desafios. Trabalho com uma equipa mas a estrutura da máquina do espetáculo a que me refiro tem um nome: Luís Filipe Reis!”

No Verão de 2010 Mais um trabalho que deu que falar.

De regresso á editora Espacial com o álbum “Com o coração na Voz”, Luis Filipe Reis revela uma vez mais a sua versatilidade de estilos musicais onde está bem patente a sua exigência e profissionalismo como artista e produtor que em parceria com Ricardo Landum deu provas da continuação dos sucessos anteriores.

De uma grande qualidade, à qual Luís Filipe Reis já nos habituou, este trabalho foi gravado com todos os instrumentos ao vivo cuja produção cumpriu a missão de comprovar o alcance da qualidade a que o artista se tem dedicado, em todos os seus projectos, quer seja em grandes palcos como o Olympia em Paris, coliseus de Lisboa e Porto, ou em estúdio, na rádio, e TV!!

Junho de 2013 marca na carreira do artista a saída do tão esperado cd “25 ANOS DE SUCESSO”.

Sem dúvida um disco muito aguardado por todos os seus fãs e público que o tem acompanhado ao longo de toda a sua carreira.

“25 ANOS DE SUCESSO”, percorre numa viagem musical, muitos dos seus êxitos que o ajudaram a trilhar este caminho de sucesso.

Quem não se lembra de temas como “Obrigado Portugueses” “Telefone do (Amor)”, “Pede Mais”, “Três meses de amor”, Flôr Portuguesa”, “O que é meu, é meu”, “Mulher alentejana” “Noivas de Verão” entre tantos outros sucessos…

Temas que o cantor fez questão de regravar com uma nova roupagem musical mais atual, mas sempre mantendo a linha popular e romântica que o carateriza.

Neste álbum podemos também encontrar um tema novo, uma bonita balada “A vida quis assim (amiga)”, bem ao estilo romântico de Luis Filipe Reis que não vai deixar ninguém indiferente.

Quanto à sua personalidade, é um cantor discreto e humilde, persistente e ambicioso no que refere aos seus objectivos, homem de fé cujo valor que mais preza é a honestidade. Relativamente ao seu sucesso, o artista afirma: “Para mim, sinónimo de sucesso não são as grandes conquistas alcançadas. É, acima de tudo, a capacidade de me congratular com o carinho e apoio manifestado pelo meu público e a motivação para apostar em novos projectos. A carreira de um artista não tem metas atingidas ou patamares estagnados. É necessário conduzir o nosso trabalho no sentido de acompanhar as exigências do público, por isso o termo “Vedeta” não faz parte do meu léxico! As conquistas da minha carreira nunca as encaro como um fim, porque uma meta alcançada provoca sempre o início de um novo desafio!”

Na sua vida pessoal, consciente das implicações a longo prazo de uma vida repleta de agitação, entre aviões e hotéis, o artista não menospreza o seu corpo: pratica desporto regularmente e sempre que pode, opta por uma alimentação saudável (nunca desprezando uma boa ementa portuguesa…). Cuida ele próprio da sua imagem, frequentando gabinetes de estética e gosta de vestir bem, fazendo jus ao facto de residir na capital da moda - Paris. Quando lhe é possível e para aliviar o stress, foge para fora da Europa tentando abstrair-se de tudo e descansar por alguns dias.

O meu sonho

“Continuar a ser feliz”

A sua paixão

“A música, sempre a música…”

A sua meta

“Cantar até que Deus permita!”

 

LUIS FILIPE REIS, um artista discreto, de grande sucesso!!!

Artista do Mês

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.