1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

CÉSAR CASANOVA: 4 de Março de 2016 - 12h

No Estúdio POPULARFM

popularfm_cesarcasanova06

CÉSAR CASANOVA

4 de Março de 2016 - 12h

Brasil Popular com Jean Cremona


César Casanova, é um brasileiro de São Paulo que há mais de 20 anos, veio de malas e bagagens para Portugal.

Ele é, indiscutivelmente, um homem dos 7 oficios na comunicação e o seu percurso já colecciona diversos registos em rádios do Brasil e Portugal.

Actor, locutor, dobrador de vozes, dj e mestre de cerimónias.


Registo profissional:

Rádio Brasil:

Rádio Alpha

Rádio Manchete

Rádio América

Rádio difusora oeste

Rádio Jovem Pan sat

Rádio Portugal:

Rádio Cidade

Rádio Vida fm

Rádio Record

Televisão:

Programa da tarde Tv Record

Programa João Kleber Total Tv Record

Teatro:

Espetaculo - Mulher de 50 pode

Espetaculo - As portas que Abril abriu

Cinema:

O esquema - comedia - Direção Alberto Rocco

O hospedeiro - drama policial - Alberto Rocco

ANA: 3 de Março de 2016 - 17h

No Estúdio POPULARFM

popularfm_ana06

ANA

3 de Março de 2016 - 17h

Nós as Mulheres com Cristina Santos e Susana Roldão


A carreira de Ana inicia-se em 1979 e em Outubro do ano seguinte grava o seu primeiro trabalho discográfico lançado “Férias no Tahiti”, tornando o tema “Sonha comigo” como o seu primeiro grande sucesso.
Graças a esta entrada triunfante no mundo das edições discográficas, não é de estranhar que em Abril de 1981 edita o álbum “Quanto mais te bato”, que também conquistou o sucesso. Nesse mesmo ano, participa no 1º Festival da Rádio Comercial, classificando-se em 3º lugar com a canção “O nosso filme”, tema este editado naquele mesmo ano.

Em 1982, edita “Dama de copas” e vai para Londres onde grava com o músico e compositor madeirense Luís Jardim o seu novo trabalho com os temas “Começar” e “Tão lindo”.
Participa em 1983 no Festival da RTP, classificando-se em 5º lugar defendendo o tema “Parabéns, Parabéns a você”. Nesse mesmo ano edita “O primeiro beijo” e em 1984 “Alegria de viver”.

Em 1987 grava um maxi-single com os temas “Não digas mais nada” e “No more empty words”.

Para a comemoração dos dez anos de carreira edita um LP que entre outras canções, contem o tema “Escrito nas Estrelas”.

“A filha do vento” é editado em 1992. “Amor bandido” e “Doce tropical”, foram os trabalhos que se seguiram.

Edita em 1997, “Açucar Moreno” onde inclui, entre outros, um dos seus maiores êxitos “Quando a rádio toca esta canção”. Este tema foi dos mais passados nas rádio e um sucesso de vendas.

“Amor divino” e a balada “Se tu soubesses” são editados em 1999.

Em 2001 efectua uma mudança de visual e vai para estúdio para gravar um álbum diferente com os produtores do grupo Santamaria, ao qual deu o título de “Aromas”.

Para comemorar os 25 anos de carreira, Ana decide compilar os seus maiores êxitos, adicionar dois temas novos e regravar o “Quanto mais te bato”, com outra musicalidade e ritmo. Pouco tempo depois de sair este álbum, Ana é convidada enquanto recruta do reality show “1ª Companhia” da Tvi.

Depois de um curto interregno, Ana regressa aos discos em 2008 com o novo álbum intitulado de “Revelações”.

Esta demora na concretização de um novo álbum, deve-se à pormenorização que Ana impôs em toda a equipa de produção, na elaboração das novas músicas, visto ser o álbum que sucede à compilação dos seus 25 maiores sucessos destas 2 décadas e meia de carreira.

Para Ana este trabalho marca o inicio de novos objectivos na sua carreira e, simultaneamente, a realização de um sonho há muito esperado, que permite mostrar a sua evolução contínua enquanto artista, graças à forma impar de como se entregou ao público em todos estes anos, nos inúmeros espectáculos realizados em todo o território nacional e em todos os cantos do globo onde existem comunidades portuguesas.

Agora com 30 anos de carreira, não é de estranhar que muita coisa tenha mudado, mas a voz multifacetada de Ana continua a revelar-nos uma alma incorrigivelmente romântica, que tanto transmite os momentos mais perfeitos e sublimes, como também os mais espinhosos das relações amorosas.

Em 2016 ANA surge agora com um novo single “SABOR LATINO” produzido pelo grande produtor MENITO RAMOS, neste novo single mostra-nos uma mistura de ritmos quentes de salsa e sons orientais bem atuais e cheios de ritmo.

Por mais anos que passem Ana continua sempre connosco… E nós agradecemos…

BRUNO MENDEZ: 3 de Março de 2016 - 15H

No Estúdio POPULARFM

BRUNO MENDEZBRUNO MENDEZ

3 de Março de 2016 - 15H

Virados para Merca com Nuno Merca



Bruno Mendez dá-lhe a conhecer o seu novo álbum, Viciado em Ti, um CD que aposta em ritmos latinos que vão desde a kizomba, ao zouck e ao R&B, exemplo disso mesmo são os temas: viciado em ti, vou-lhe dar eu vou, baby tarraxa e assanhada.

Seguindo a mesma linha do álbum anterior, Viciado em Ti, tem como produtor musical Tiago Teixeira que juntamente com o Bruno Mendez produziram este novo trabalho discográfico.

Nascido em 1983 e com apenas 6 anos de idade, Bruno Mendez revelou desde cedo um enorme interesse pela música e dança, sendo uma das suas grandes influências o rei da POP Michael Jackson.

Fruto desse gosto musical e com apenas 18 anos de idade, o artista tornou-se vocalista dos Sky Voices e mais tarde dos New Beat mas, a sua vontade de trabalhar a solo fê-lo ir mais longe e em 2006, abraçou uma carreira a solo.

Hoje e sempre com foco nos seus fãs surge Viciado em ti, um CD que conta a participação especial de Jessy K e Wilson P. Não percas, Viciado em ti, o álbum que te vai viciar desde o principio ao fim, já à venda numa loja perto de ti!

FONTE: Vidisco

CALI: 2 de Março de 2016 - 17H

No Estúdio POPULARFM

popularfm_cali06

CALI

2 de Março de 2016 - 17H

Nós as Mulheres com Cristina Santos e Susana Roldão


Cali não é um estreante nas lides musicais. Nascido em Luanda, mas a residir em Portugal desde os nove anos, estreou-se na música por influência de Lancelot, seu irmão e uma referência incontornável na cena do Hip Hop português. Foi em Odivelas, cidade onde reside que começou a dar os primeiros passos como rapper e, em 2002, fundou com os amigos o colectivo KGB.

Anos mais tarde, conhece Jey Vachiya. Juntos formaram a dupla Flow 212 que, em 2009, viu o single "Ritmo do meu flow" tornar-se um hino nas pistas de dança nacionais e internacionais. "Agora ou Nunca" (Vidisco, 2009), o álbum de estreia, conta com participações de peso como Angélico Vieira (D'ZRT), Demo (Expensive Soul), TT, Berg e Lancelot, e revela um Cali confortável em registos tão diferentes como o House, o Kuduro, o R&B e, incontornavelmente, o Rap.

Com o projecto Flow 212, Cali viu o seu trabalho ser distinguido pela Rádio Nova Era, com o galardão para o "Melhor Nacional". Ocupou os lugares cimeiros de algumas das mais importantes tabelas musicais (Top 40 da Cidade FM, Hit List da MTV Portugal e Dance Floor Chart da MTV Europa) e tornou-se presença assídua em programas televisivos (RTP, TVI, SIC RADICAL, TPA, AFRO Chanel), enquanto percorria Portugal e além-fronteiras, em digressão.

Dando resposta a todos aqueles que o interrogavam acerca da possibilidade de afirmar-se a solo, Cali lançou "Moulin Rouge". Com a participação da ex-Nonstop Liliana e integrado na colectânea "Summer Jam 2010" (Vidisco, 2010), o single depressa entrou em rodagem na MTV Portugal, RTP, TPA, TV Zimbo, Afro Chanel e MTV Base, constituindo mais um sucesso na carreira de Cali.

Sucesso é, de facto, a palavra que melhor descreve o seu percurso artístico. Paris, Lyon, Amesterdão, Zurique, Nêuchatel, Lausanne e Luanda são algumas das cidades por onde passou, a título individual, às quais se juntam as dezenas de concertos em território nacional. A participação no festival "Latin Village", um dos mais importantes festivais de música em solo holandês, e a actuação na primeira edição do torneio AND1, em Angola, são dois dos feitos de que mais se orgulha.

Antes de lançar o seu primeiro trabalho a solo, previsto para o primeiro semestre de 2012, Cali tem-se desdobrado em colaborações. Colaborou com a dupla de luso-descendentes G-Nose e Nelinho no remix de "Freshkinha", um êxito no seio das comunidades de emigrantes, e, mais recentemente, com Gasolina em "Vou-te bater" e Villa Cara em "Tou a gostá", incluídos na colectânea "Vem dançar Kuduro" (Vidisco, 2011), e com Vlado, uma promessa do Hip Hop angolano, em "Holla at you boy".

Fonte: Facebook Oficial do Artista

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.