1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Doentes sem dinheiro faltam às consultas em Almada

Quinta, 05 Fevereiro 2015 21:04

Especialistas em dor crónica denunciaram que há doentes graves que faltam às terapias da dor por falta de dinheiro para os transportes e outros pedem para fazer o tratamento em horário pós-laboral com medo de perder o emprego. "Nós temos doentes muito doentes, mas muito doentes, que são o ganha-pão da família e continuam a trabalhar até puderem para não faltarem ao trabalho", contou à agência Lusa Beatriz Craveiro Lopes, diretora da Unidade da Dor do Hospital Garcia de Orta, em Almada, e da direção da Associação para o Desenvolvimento da Terapia da Dor. Há doentes com dificuldades financeiras que "não se podem dar ao luxo de estar de baixa, porque têm filhos para criar, família para ajudar e não têm dinheiro para comer", disse Cláudia Costa, psicóloga clínica da União Humanitária dos Doentes com Cancro.

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.