1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Setúbal exige “justiça” após morte de homem

Segunda, 09 Março 2015 13:16

Um cartaz e uma folha A4 mostravam duas frases: "Contra a violência policial" e "Fantasma não esquecemos". Cerca de 150 pessoas desfilaram pelas ruas de Setúbal, no sábado, convictas de que Nuno Jorge Pires, também conhecido entre os amigos por Fantasma, terá morrido "vítima de uma agressão, com bastonada na cabeça" por parte de agentes de uma Equipa de Intervenção Rápida. Os manifestantes exigiram justiça face à morte de Nuno Jorge Pires, encontrado em coma numa rotunda perto da estação dos caminhos-de-ferro, a 19 de Fevereiro. Imagens de videovigilância da Estação mostram dois polícias junto à vítima, que foi depois encontrado caído por elementos do INEM que por ali passavam. A manifestação percorreu a Praça do Brasil e passou pelo local onde o homem de 35 anos foi encontrado. Muitos deixaram mensagens e velas. "Deixamos saudade e, sobretudo, apelamos para que este caso não seja esquecido", disse uma amiga do homem que perdeu a vida quando se dirigia para casa a pé. Recorde-se que este caso está ser investigado por três entidades (Polícia Judiciária de Setúbal, PSP e Inspeção-Geral da Administração Interna).

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.