1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Litoral Alentejano irá ter mais médicos até Outubro

Segunda, 13 Abril 2015 00:00

O Governo reconhece que a situação nos serviços de saúde do Alentejo Litoral é “das três mais graves do país” e aponta melhorias a partir de Outubro, disse à agência Lusa o presidente da comunidade intermunicipal. “O Governo confirma que esta é uma situação muito preocupante no país”, a par do barlavento algarvio e de algumas zonas de Lisboa, afirmou Vítor Proença, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral, após uma reunião com o secretário de Estado Adjunto do ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa. As soluções apontadas por ministério da Saúde passam, de acordo com Vítor Proença, pelo retorno ao Serviço Nacional de Saúde de médicos reformados sem terem de prescindir da reforma ou do vencimento, pela atração de mais médicos estrangeiros, sobretudo cubanos, e pela contratação excecional de serviços junto de instituições particulares de solidariedade social. Na região do Litoral Alentejano faltam mais de 80 médicos.

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.