1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Hospital do Barreiro sob suspeitas de corrupção

Segunda, 15 Junho 2015 22:52

Dez anos depois de iniciada uma complexa investigação, o Ministério Público reuniu provas para acusar de corrupção passiva quatro especialistas e técnicos oncológicos do IPO de Lisboa e do Hospital do Barreiro. Segundo explica o Expresso na sua edição deste sábado, três dos arguidos – dois físicos médicos (Paulo Ferreira e Carlos Marcelino) e um professor universitário (Nuno Teixeira – eram sócios da Medicalconsult, gerida por Vivaldo Teixeira, um quarto arguido. A empresa teria, por sua vez, ligações privilegiadas com uma multinacional espanhola, a Varian, gerida pelo químico Adolfo Rodriguez. O esquema passava por beneficiar a Varian em concursos internacionais para adquirir material oncológico. Na acusação são explicitados três negócios fraudulentos no valor de mais de 10 milhões de euros.

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.