1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Ministério Público investiga Misericórdia de Setúbal

Segunda, 30 Novembro 2015 04:13

O Ministério Público está a investigar as contas da Santa Casa da Misericórdia de Setúbal. Em causa estão alegados desvios de despesas não orçamentadas entre 2008 e 2012, cujo montante poderá ascender a meio milhão de euros. O provedor Cardoso Ferreira nega "quaisquer irregularidades" nas contas. A Santa Casa, afirma o provedor, tem "técnico oficial de contas, contas aprovadas em Assembleia Geral, e a Segurança Social vê os números à lupa". Quanto ao milhão de euros de dívida à empresa espanhola Ser Union, que forneceu as refeições até 1 de Março de 2013, o provedor diz que "a dívida está a ser paga e será saldada a 30 de Junho de 2017". António Gomes, ex-gestor da Ser Union, acusa a Misericórdia de "cortar um prato" ao jantar para reduzir despesa. O provedor nega: "Até 2013, o peixe que servia não tinha qualidade, os utentes não comiam, ia para o lixo, e reforçámos a sopa".

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.