1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Associação acusa Garcia de Orta de recusar doentes

Quarta, 09 Dezembro 2015 04:50

A Associação Portuguesa de Hipertensão Pulmonar acusou  o Hospital Garcia de Orta, em Almada, de ter "critérios economicistas" e de "recusar o tratamento a doentes de outras zonas do País", mas a administração do hospital nega. "Há doentes que estão meses à espera de uma resposta [da administração do Hospital] para a sua situação clínica, quer seja cirurgia ou cedência de medicamentos", disse à Lusa a presidente da associação, Maria João Saraiva, lembrando que a hipertensão pulmonar é uma "doença crónica e incurável". Maria João Saraiva acrescentou que atualmente "ainda não há um plano nacional de referenciação para os doentes com hipertensão pulmonar", defendendo que não deve haver nenhuma limitação geográfica para o tratamento dos doentes no Garcia de Orta, reconhecido como um dos hospitais com mais experiência no tratamento de situações agudas.

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.