1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>

Interrompido julgamento de inspetor da PJ no Seixal

Quarta, 13 Janeiro 2016 05:06

O julgamento do inspetor da Polícia Judiciária de Setúbal acusado de envolvimento numa fraude fiscal de 6,6 milhões de euros começou esta terça-feira no Tribunal do Seixal, mas foi interrompido devido à substituição dos advogados de três arguidos. A primeira sessão do julgamento, com um total de 33 arguidos, quatro deles empresas, ficou marcada pelas substituições, incluindo do advogado de João Sousa, inspetor da Polícia Judiciária, agora defendido pela advogada oficiosa Sónia Santos Lima, nomeada no passado dia 7 de Janeiro, que pediu 20 dias para se inteirar do processo, mas que terá apenas 10 para preparar a defesa. João de Sousa e o ex-presidente da Associação de Comerciantes de Ourivesaria e Relojoaria do Sul, Paulo Martinho são dois dos cinco arguidos que ainda se encontram sujeitos à medida de coação de prisão preventiva.

ADN - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

www.adn-agenciadenoticias.com

Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.
Please update your Flash Player to view content.